sábado, 3 de janeiro de 2009

Crisis ?


Depois do que o 2º semestre de 2008 me fez passar, ter perdido o telemóvel (novo), com muitos contactos que não tinha gravados em nenhum outro lado, muitas mensagens a que ainda não tinha respondido, muitos telefonemas para fazer e receber, a escassas horas da passagem do ano, era o mínimo que me podia ter acontecido para considerar o ano: lixado até ao fim.

Mas (como quase sempre), encontrei o lado positivo do sucedido, ou seja: verifiquei com alegria que em Portugal não há crise económica de espécie alguma.

Para conseguir pedir uma 2ª via do meu cartão e comprar um novo telemóvel, tive que enfrentar enormes filas de trânsito para entrar em qualquer centro comercial. Mas não...o pessoal não andava só a passear as crianças em local abrigado. Faziam-se compras...muitas compras, numa histeria igual ou superior à das vésperas de Natal, em nome das promoções/saldos. Sacos cheios do essencial e do supérfluo.

Quem disse que somos um povo triste e pessimista? Venham Natais e saldos e nós mostramos o que valemos. É só rir! Dinheiro é coisa que não nos falta, seja ele de papel, metal ou de plástico a juros. Não há discurso presidencial de ar grave e sério que nos assuste. Para nós, crise é uma "tanga".

P.S. Onde andará o meu telemóvel?

16 comentários:

TeddyLover disse...

Mas o que é uma crisesita para nós...!!!...Isso são carcaças...
Beijo e um lindo ano novo para ti

By myself disse...

Teddy:
Um óptimo ano para ti. Vamos às compras?

Jinhos

C NARCISO disse...

Não sei onde anda o seu telemóvel... (dê conta do extravio à operadora- eles têm condições para o localizar).
Quanto ao tema do post:
IGNORÂNCIA! É o que eu acho. Só pode ser.
Pessoas que fazem créditos para pagar dívidas/créditos só podem ser ignorantes/burras!
O português tem hoje tudo ao seu alcance, ou melhor, tem tudo para ver/admirar. A oferta é enorme e a "fraqueza" também. O português quer tudo o que vê na TV, nas revistas e afins. Não se consegue conformar que não tem dinheiro para tudo o que há.
Há vinte anos atrás pouca oferta havia e só alguns faziam férias no estrangeiro, hoje, não há cão nem gato que não faça férias no "paraíso".
Enfim...
Vão aprender à custa das próprias cabeçadas.
Bom ano para si!

By myself disse...

Narciso:
Essa é a realidade.
Pessoas com dívidas mt superiores aos rendimentos por não resistirem ao crédito fácil.
Depois a atitude dos bancos tem sido nojenta. Desde andarem de porta a porta a oferecer cartões de crédito até ligarem para o tlm avisando que está à nossa disposição uma determinada verba, tudo fazem. Claro que há quem não resista à tentação...
Tb conheço os que vão para a República Dominicana e tiram fotos a trinchar uma lagosta em cada prato e se lamentam o resto do ano de que não têm dinheiro para comer decentemente, nem para a escola da criança. É aí que eu falo...

Beijinho

Vertigo disse...

Eu que trabalho directamente com o público,constatei exactamente isso,incrédula,à loucura das compras,e olha que onde eu estou foi ainda pior que o ano passado.Agora não se vê ninguém em lado nenhum.Gastam o que têm e o que não têm.Enfim..

Bom 2009,B.

Beijinhos.

By myself disse...

Vertigo:

Também me pareceu isso. Via as meninas das lojas, literalmente de cabelos em pé...

Beijinhos e bom 2009 para ti.

Anónimo disse...

Ola!
Pois e a culpa e das lojas quem mada por tudo em saldos, quem pode resistir a esses 50% anda por vez 70% de disconto.Como as minhas filhas diziam quando eram pequenas, e queriam algo que eu dizia nao ter dinheiro para. "Nao tens os teus cartoes". Ora bem o portugues sabe que tem os seus cartoes, e viva o credito compra e divertido, pagar? "not so much" mas depois a gente ve.
Ei jokas e um ano cheio de coisas boas.
CP

M∆ğΐ∆ disse...

Enquanto não houver crise de espirito estamos bem...!

Quando o espirito se começa a ressentir com a crise económica é que as coisas pioram...

By myself disse...

Pois é CP...o crédito fácil do dinheiro de plástico, chegou ao supérfluo. Já não se resiste e os bancos agradecem.

Beijinhos

By myself disse...

Magia:
Eu acho que a crise de espírito conduz a comportamentos como as compras por impuso.

Bjs

TeddyLover disse...

Bora lá...dinheiro é plástico mesmo...
Tens desafio lá no meu cantinho...
Beijo

By myself disse...

Teddylover:
Vou aceitar e fazer o meu melhor.

Bjs

Oliver Pickwick disse...

Pois é, como dizem os chineses, crises são oportunidades.
Um beijo!

By myself disse...

Oliver:
Os chineses são pequeninos, mas concentrados em sabedoria.

Um beijo

white_tiger disse...

Crise há em todo lado...olhas à tua volta e há uma crise de moralidade, de valores como nunca viste outrora. Há uma crise de pensamento e de inteligência que nos faz pensar em que mundo vivemos nós. Quando tu vês os shoppings apinhados, vês rostos de pessoas que tentam compensar o que não têm afectivamente com a ideia de que o materialismo e o consumismo é uma boa compensação para essa falta de afectos, chegando a gastar o que têm e o que não têm só para se acharem melhores que os outros e tentarem sentirem-se mais felizes com isso. Hoje em dia as pessoas não querem saber se estão em divida para com alguém, ou então que meios utilizaram para obter os resultados pretendidos...querem é parecer superior ao outro para dessa forma criar a ilusão de poder. Afinal quem é que nao gosta de se sentir poderoso? Acho que neste momento a sociedade regride pois a evoluir desta maneira, vamos acabar por seguir apenas uma lei: a lei da selva, a lei do mais forte.

By myself disse...

White tiger:

Não podia concordar mais contigo.
É a descompensação.

Beijinho